CONTO #1: A Valsa (Dorothy Parker)


          Publicado em setembro de 1933 na The New Yorker, A Valsa (The Waltz) é um relato engraçadíssimo de uma moça que está em uma festa onde todos dançam e ela apenas observa. Enquanto o faz, sente pena de quem está dançando com "aquele cara"; aquele ali, ele mesmo - o que dança mal pra burro, mas acha que está abafando. De repente ela se dá conta de que todos estão dançando, menos ela - e agora, aquele cara também está sozinho - e se aproxima - e a chama para dançar. Para não passar por mal educada, esnobe ou coisa que o valha, ela acaba aceitando o convite, e o que a gente vai acompanhar durante a leitura são os pensamentos hilários dessa moça enquanto dança com o pé-de-valsa (só que não).

          "O que dizer, quando um rapaz nos vem tirar para dançar? Obrigada, mas não quero
dançar com você, e pode ir lamber sabão. Ou então: Oh, muito obrigada, adoraria dançar,
mas é que, neste exato momento, estou entrando em trabalho de parto. Ou então: Oh, claro, 
vamos dançar, é tão raro hoje em dia conhecer um rapaz que não tenha medo de contrair
a minha beribéri. Não. Eu não podia fazer nada a não ser dizer que adoraria dançar com ele.
Está bem, vamos acabar logo com isso."
(p. 20)

"É excitante. Aposto que eu também pareço excitada. Estou completamente descabelada, 
minha saia está toda enroscada em meu corpo, posso sentir um suor frio na testa.
Devo estar parecendo algum espectro saído de "A queda da casa de Usher".
(p.23)

"Já nem sinto mais nada. Só percebo quando ele pisa nos calos porque ouço o esmigalhar
dos ossinhos. E tudo de importante que me aconteceu na vida passa diante dos meus olhos."
(p.24)

Rolei de rir.

Onde encontrar o conto (Em inglês. Desculpe, essa edição em português está esgotada): The Portable Dorothy Parker

OBS: Comprei este livro por indicação de Jureeduca (no Snapchar ;)

5 comentários:

  1. Olá! Que edição mais linda, adorei a capa. Você indicaria os outros contos ou ainda não os leu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li tudo, Maria; mas o que eu já li dessa autora, achei muito bom ;)

      Excluir
  2. Tati, você poderia disponibilizar novamente seu conto aqui no blog. Parabéns pelo seu trabalho!

    ResponderExcluir
  3. Esse trecho da p.20 me lembrou do humor da Marian Keyes. :´D

    ResponderExcluir

<< >>