Shoufle Roulette #1: Fire Inc. – “Tonight is what it means to be young”


Esqueci  o livro que estou lendo em casa, hoje, e o Kobo ficou na outra bolsa que estava usando.

Como diria Morrissey, panic on the streets of London!

Transporte publico sem entretenimento não dá, minha gente, é humanamente impossível aguentar quase uma hora de viagem agradável de ida e outra de volta sem entretenimento.

Remexi a bolsa toda (bolsa da Tatiana = Buraco Negro) em busca do meu iPod (que eu tinha quase certeza que estava em casa, lindo e feliz, sendo carregado na tomada perto da estante...)

Por sorte ele estava lá.

Quando não quero ouvir nada específico, só pra abafar o barulho do motor do busão, dos celulares que as pessoas insistem em usar pra ouvir música sem fone de ouvido (é que a música é tão boa #sóquenão, que é preciso compartilhar com o próximo!), da conversa animada das pessoas que precisam falar mais alto do que o som do motor do ônibus pra se entenderem, do choro do bebê, odo trânsito de São Paulo, eu vou de shuffle.

E o shuffle sempre tráz boas surpresas!

Bandas e/ ou músicas das quais a gente nem lembrava que existiam, nem como foram parar no teu iPod,rs...
Mas tá, tudo isso pra dizer que hoje, o shouffle roulette resolveu que eu precisava ter 5 anos de idade de novo, vendo Sessão da Tarde e desejando ser a Diane Lane quando crescer ;)




O filme Ruas de Fogos era um dos preferidos das minhas irmãs (que já eram “mocinhas” quando eu nasci). Elas tinham o vinil da trilha sonora. E elas passavam horas pouvindo as músicas.

O filme é uma fábula do rock ou coisa parecida. Conta a estória de uma cantora de rock (vivida pela Diane Lane) que ficou famosa e volta pra sua cidade natal depois de anos para um show e é sequestrada por uma... gangue de motociclistas punk... e quem vai tentar salvar a moça? O ex namorado que ela tinha, antes da fama (vivido pelo gato do Michael Paré) ,  e, que é tipo um badboy caçador de recompensas... e os dois ainda se amam.. e tem o cara do “querida, encolhi as crianças”, cujo nome me escapou... E é, parece uma bela porcaria de filme, mas pode acreditar: É “mó”legal! Rs...




Mas, tá, eis a música ;)

9 comentários:

  1. Transportes públicos são mesmo horríveis, hahaha
    Muito legal o post, beijos Tati!



    http://paginasnaestante.blogspot.com.br/
    @pginasnaestante

    ResponderExcluir
  2. Comprei o DVD de Ruas de Fogo em 2010 e reassisti em 2011. Nossa, como eu amava este filme (e as músicas).

    ResponderExcluir
  3. Gosto desse filme também!! Estou curtindo muito seu blog (vlog) e queria te parabenizar! Bjok

    ResponderExcluir
  4. Nossa....como eu sou tapada!! Nunca ouvi falar desse filme no auge dos meus 31 aninhos! Vou correr pra assistir Tati. Bjinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi Tati! Pior do que esquecer livros ou gadgets é você esquecer e ter de ir em pé... heuheuehueheuheueh
    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Nem me fala, Tati! Isso aconteceu comigo hoje! Esquecí o livro em casa e só percebi quando já estava dentro do ônibus... Menina, me bateu um desespero na hora, que eu JURO (JU-RO) que pensei em descer do ônibus e voltar em casa prá pegar um livro rsr Mas eu sobreveivi. Agora, para a volta, já imprimi umas coisas prá ler rsr ôoooo vicio bom, viu?! rsr Bjão prá vc! Isa - LidoLendo.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, não tô conseguindo lembrar desse filme. E olha que eu via muita Sessão da Tarde. oO
    hahaha! Tô ficando com a memória zuada, isso sim! rs

    ResponderExcluir
  8. A musica do vídeo me faz lembrar da Bonnie Tyler, Total Eclipse, Ô tempinho bom que não volta mais.

    ResponderExcluir

<< >>