Post de Quarta #2: Eu, Tatiana F., bibliomaníaca...


Eu não me lembro exatamente qual foi o primeiro livro que li.

Ou o primeiro livro que ganhei.

O primeiro que comprei.

Lembro que aprendi a ler com quadrinhos, e com a Caminho Suave, mas foi só uma questão de tempo até partir pros livros infantis. Cresci com Maurício de Souza, Cecília Meireles, Monteiro Lobato, Edi Lima...

Minha família sempre leu muito. Minha mãe e minha tia Alice liam (e ainda lêem) muitos romances. Meu pai, o único não-devorador de livros da família, não se negava a ler as estórias em quadrinhos que eu ainda não conseguia ler quando bem pequena. Tia Alice aumentava minha coleção de revistinhas a cada visita que fazia.

Tenho duas irmãs mais velhas com 10 e 7 anos de diferença de idade respectivamente com relação a mim. As duas tinham gostos variados – de Gabriel Garcia Marques a Marion Zimmer Bradley, passando pelos romances sobre Egito antigo, e os clássicos obrigatórios para a escola e o vestibular...

A casa sempre foi tomada de livros.

E eu sempre fui muito curiosa.

No começo, como toda criança comum, o que chamava a atenção eram as ilustrações. Depois os títulos. Por volta dos 9 anos passei a pegar os livros de minhas irmãs emprestados (sem pedir, mesmo, eles ficavam todos ali, às mãos) para ler durante as férias (que, na época pareciam durar uma eternidade... hoje o tempo passa tão rápico...)

Não comprava livros. Lia os que tinha em casa (e não eram poucos!). Frequentava bibliotecas públicas. Sempre trazia pra casa o numero máximo de livros permitidos. E devorava a todos eles.

Comprei poucos livros antes de começar a trabalhar. Achava que já tinhamos tantos livros em casa, pra que comprar mais? Preferia gastar meu dinheirinho com os CDs das bandas das quais gostava.

Passei a comprá-los quando as mega-stores invadiram os shopping centers. Quando os que tinhamos em casa já nao me interessavam. Quando a preguiça combinada com outros interesses me fizeram desistir da biblioteca pública. Quando descobri que bom mesmo, é cheiro de livro novo. E que existem poucas coisas na vida mais prazerosas do que abrir um livro e começar a ler as primeiras linhas do capítulo 1, serm saber ao certo o que esperar dos próximos. E que não há nada como encontrar um livro raro, esquecido e abandonado numa prateleira de sebo.

Dei início a minha coleção de livros, oficialmente, aos 19.

De lá pra cá, a coleção só cresceu.

São tantos autores, tantas histórias, tantas estórias, tantas vidas inventadas ou não, tanta identificação com personagens de papel, letra de forma e tinta, e imaginação, tanta tristeza, alegria, suspense, aflição, pena, horror, motivação, desespero... vontade de não fazer mais nada enquanto não descobrir o que o próximo capítulo reserva...

Alguns  livros da minha coleçao foram escolhidos a dedo. Outros, por impulso. Outros ainda por indicação, seja de fonte confiável ou duvidosa.

Não me prendo a um unico estilo.

Gosto de experimentar de tudo.

E de alimentar os meus estilos favoritos.

E de descobrir coisas novas.

Eu leio o que meus alunos lêem.

O que meus amigos lêem.

O que meu noivo lê.

O que minha família lê.

O que pessoas que eu admiro lêem.

Eu gosto de biografias, principalmente das dos grande escritores.

No começo, fui comprando essas biografias porque sempre tive vontade de escrever algo um dia. Queria saber como eles fizeram. Hoje em dia é uma forma de me sentir mais próxima deles e de sua obra.

Gosto de saber sobre o momento histórico em que determinado clássico foi escrito.

Gosto de encontrar questões atuais expostas e discutidas em obras contemporaneas.

Gosto dos cânones e dos marginais.

Dos YA e dos Paulo Coelhos e seus alquimistas.

Dos Ulisses e dos harry potters.

Gosto de experimentar os livros dos quais todos estão falano – prefiro nao julgá-los só de ouvir dizer – quero ter minha opiniao propria.

Gosto da minha estante bagunçada e das pilhas de livros que me rodeiam.

Gosto de cheiro de livro novo, do cuidado da edição do livro velho.

Gosto dos originais e adoraria saber ler em russo, espanhol, alemão e nao depender das edições traduzidas com descuido e revisadas com desleixo

Gosto das traduções bem feitas, e do dinheiro bem gasto em algumas edições brasileiras.

Me sinto enganada quando percebo que estou lendo algo que foi editado levianamente e o preço que paguei para ser ludibriada.

Como não posso ler meus franceses, meus argentinos ou meus russos como foram escritos, dependo das edições brasileiras e tento depositar toda confiança possivel em quem emprestou a pena pra voz do autor estrangeiro. Mas sinto que escolhi uma profissao complicada pra uma amante de livros...

Prefiro sempre o livro ao filme.

Mas nao deixo de ir ao cinema. Não deixo de fazer observações cheias de comparações durante a película. Fico aliviada quando fazem um bom trabalho em cima de algum livro que amo, e revoltada quando estragam minhas estórias preferidas...

Fico preocupada com escolha de elenco e coisas do tipo... afinal, eu tenho todos os personagens devidamente imaginados e armazenados bem aqui, ó, na minha cabeça.

Nao me lembro de ter preferido o filme a algum livro que tenha lido.

Tenho meus autores preferidos aqui, ao meu alcance.

Durmo rodeada por Poe, Borges, Cortazar, Tolkien, Capote, Garcia Marques, Zimmer /bradley, Dosoievski, Saramago, Fagundes Teles, Plath, Pullman, Salinger, Cornwell, Veríssimo, Rowling, Pessoa, Proust, Rice, McEwan, King, Machado, Woolf, Sexton, Doyle, Austen, Lispector Dickens... todos eles e muitos outros me fazem companhia nas conduções, nas filas do banco, nas salas de espera, me ajudam a sair do spleen, me proporcionam a fuga da realidade, me forçam a enxergar a vida por outros pontos de vista, me enchem de esperança, me ensinam, me fazem pensar, me obrigam a ver o que eu não quero, me mostram outras saídas, e fazem de mim uma pessoa melhor.



17 comentários:

  1. Bom dia Tati!
    Você escreve muito bem, na minha humilde opnião.
    Você escreveu tudo o que sinto em relação aos livros e muito mais, mas eu não saberia expressar.
    Conheci a blogosfera com as gurus, mas este "mundo" é tão fútil e superficial, me parece às vezes; conhecer você ampliou meu conceito: ser uma blogueira não me impede de ser também uma pessoa interessante e não é preciso falar só de maquiagens e looks do dia.
    Se puder visita meu blog: kikalealbutterfly.blogspot.com, vou ficar muito feliz!
    Beijo, sei que você é agnóstica mas eu dizer "fika com Deus" é minha maneira de demonstrar que sinto muito carinho por alguém, então, fika com Deus e até mas...

    ResponderExcluir
  2. Uau! Que texto lindo. E todo bibliomaníaco enxerga a beleza e o prazer de cada detalhe que você descreveu.

    ResponderExcluir
  3. Tati,
    começar o dia te ouvindo é tudo de bom!!
    Realmente ler nos torna melhores, tiro por mim, sou muito mais paciente, condescendente e amorosa com as pessoas, por conta dos livros acredito.
    Somente comentando a última frase sua.
    Acho que eu seria intragável se não fossem os livros me ajudarem. (rsrs)
    Tati obrigada por esse texto incrível, verbalizado no vlog com o tom da sua voz mais a cadência de como foi proferido.
    Soou como um ato de amor imenso que esses nossos amigos merecem...
    Bjk

    ResponderExcluir
  4. Fui no teu canal primeiro e vi o vídeo. Deu para perceber que você estava lendo algum texto, por isso decidi passar aqui no blog. Não estava errada. Sua coleção é invejável e eu me vejo com o mesmo desejo que você está realizando: o de ficar rodeada de escritores favoritos.
    Tenho poucas obras em casa, mas gosto muito dos livros que tenho. E agora, trabalhando em livraria, pretendo mesmo aumentar cada vez mais minha coleção.
    Abraços.
    Nina.

    ResponderExcluir
  5. Acompanho seu blog há muito tempo, mas é a primeira vez que deixo um comentário e gostaria de parabenizar você pelo trabalho, gosto muito dos seus vídeos, ontem eu estava vendo um de seus primeiros vídeos no blog sobre umas dicas de livro para quem está aprendendo inglês, que é o meu caso, e gostei muito. Gostaria de sugerir se você quisesse, fazer mais vídeos de livro para estudo além de literatura e que você falasse um pouco sobre a sua faculdade e pós, mas se não der também não tem problema rs. O que achei mais legal foi perceber a diferença dos seus comentários de vídeos de 2009 e os de agora, como seu senso crítico hoje é muito maior, acredito eu devido a tanta leitura rs
    Continue assim
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Gostei bastante da sua escrita Tati, sinto exatamente como você em relação aos livros, claro que mudando os meus autores preferidos, os gêneros e como a minha história com a literatura tem caminhado, sinceramente só posso dizer que você me inspirou a ler mais. Sucesso e estou aguardando o "algo" que você disse que um dia gostaria de escrever.

    Viviane de Andrade
    http://devaneioselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Realmente um grande privilégio pertencer a uma família onde os livros estão por toda a parte! Eu também tive esse privilégio, se bem que por vias religiosas, mas serviu para despertar o gosto pela leitura! Um abração!

    ResponderExcluir
  9. legal este teu blog. legal teu vídeo dos textos eróticos.
    voltarei mais vezes!

    ResponderExcluir
  10. Oi Tati! Acompanho vc no youtube. Fiz uma tag e adoraria ver suas respostas http://livroscomresenhas.blogspot.com.br/2012/11/tag-skoob-minha-estante-virtual.html

    Bjos
    Samantha Rabelo

    ResponderExcluir
  11. Uau, Tati, excelente texto! Acompanho seu canal há um tempinho, mas o blog visitei há pouco tempo e já adorei... :)
    Eu também sou meio bibliomaníaca, mas o engraçado é que meus pais nunca foram de ler muito. Talvez pelo fato de os dois serem da área de exatas: minha mãe matemática (!!!) e meu pai engenheiro, aqui em casa sempre teve muito livro técnico, mas desde pequena eu tive muitos livros de historinhas que eles sempre liam pra mim, incentivavam meu gosto pela leitura e tal... E outra coisa que eu acho que pode ter ajudado é que minha avó me ensinou a ler antes de eu ser alfabetizada oficialmente na escola. Então, com 6 anos, enquanto as outras crianças ainda estavam silabando e escorregando na pontuação, eu já conseguia ler direitinho e realmente absorver o que estava escrito. Daí a leitura não era um exercício, um esforço, era uma distração e um prazer mesmo :)

    PS: Ah! Nada a ver com o assunto, mas a URL do seu blog aguçou minha curiosidade e ontem acabei experimentando o frapuccino mocca branco da starbucks (haha!),.. Muuuuuiiiito bom!

    ResponderExcluir
  12. Olá Tatiana... eu conheci o seu canal no youtube essa semana e, sem exagero, fiquei viciada nos seus vídeos sobre livros.

    Olhei outros canais que falam de livros, claro, mas confesso que depois de ver os seus, achei tudo meio 'chatinho', mesmo os legais rs.
    Creio que isso se deve principalmente a sua eloquência, a forma como você comenta sobre um livro, sobre um autor ou as histórias dele e não enrola. Coesão invejável a sua(pra mim, que sou da turma dos prolixos então... Deu vontade de te pedir aula :)

    Eu citei você num post no meu blog e adicionei um vídeo seu, espero que não tenha problema

    http://pitacosdelua.blogspot.com.br/2012/11/crepusculo-cinquenta-tons-cinza-uns-mordem-outros-fodem.html

    Abraço

    ResponderExcluir
  13. Oi Tatiana. Nossa, você lê muito mesmo. você podia fazer um livro falando mais de você, sabe? fora da Tati leitora. Me perdoe se já tem um video assim.
    Você ja leu o livro Toda Sua? A historia é parecida com cinquenta tons (que você não gostou) só que é mais bem escrita.
    Eu estou lendo Julieta de Anne Fortier. Você já leu? Estou terminando e amei o livro. As descrições das cenas, principalmente as de lutas, nos levam a sentir como se estivéssemos lá, nunca tinha sentido desse modo tão real. Fora que é uma releitura + contexto atual brilhante da obra de Shakespeare

    ResponderExcluir
  14. Lindo o seu texto. Também comecei minha paixão pela leitura através dos quadrinhos. E agora alguns dos escritores citados acima também são os meus companheiros em vários momentos. Não há nada mais prazeroso do que está acompanhado de um bom livro.

    Lendo seus textos e amando.
    Mikaelly
    www.mikaelly-andrade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Voce consegui capturar os minimos detalhes que eu procurei e não consegui achar!

    ResponderExcluir

<< >>