pergunta genuína:

se eu responder comentários do blog no próprio trequinho dos comentários, a pessoa que comentou receberá minha resposta?


(pergunta genuinamente estúpida vinda duma pessoa igualmente lerda que tem blog desde 1998...)

Wi fi da Aliança Francesa =

amor

;)

(e ócio antes da aula)

Harry Potter and the Chamber of Secrets



Adorei este librinho.

É extremamente divertido, é fofo, é engraçado, é puro amor feito de toda a fofura do mundo todo, e eu queria muto que Harry e sua tchurma tivessem 12 anos pra sempre.

Morri de rir com a festa de aniversário de morte do Nearly Headless Nick, com a Moaning Myrtle (e que desgraça fizeram com a Moaning Myrtle no cinema, meudeusducéu, acabaram coma fantasminha chorona...), com o resultado da Polyjuice potion... até Malfoy tá engraçado nesse livro, e a rabugentice do Ron é excelente.

Esse post tá atrasadíssimo – eu já estou no quinto livro da série, mas esse até agora é o meu preferido de todos.

;))

final da quarta temporada do Californication

que bosta foi aquela?

(aliás, a quarta temporada inteira, praticamente...)

tou parando com Californication.

David Duchovny, tu sabe que eu te amo, mas, não dá mais, cara.

parei.


ps: vou começar a rever Twin Peaks pra me lembrar de como tu era bacana quando nao era podre de rico/produtor de seriado-baixaria.



e mentira, né, que ano que vem eu vou ver a quinta temporada. inteira. e se for ruim vou reclamar pra caramba no final de novo.


Californication + True Blood = curiosidade mórbida televisiva da tatiana

novidade do dia

cortei o cabelo.


tô emocionada.

arrumei tempo pra cortar o cabelo, minha gente, tipo assim, faziaumANO que a pessoa nao se permitia um corte.


( é preciso dizer que só cortei as pontas e  ninguém nunca notará a diferença.)

Em cartaz (tá ainda sim, acabei de ver no google...) : Somewhere - 2010

Aparentemente só eu gostei desse filme.

(porque só eu sou legal)

né, mentira.

mas aparentemente, só eu e mais algumas poucas pessoitas gostaram desse filme.

O Somewhere é o ultimo filme da Sofia Coppola que tem o Stephen Dorf (eterno cara dos clipes do Aerosmith, pelo menos pra mim, tem jeito nao...) no papel de um ator meio bad-boy que já fez muito dinheiro nessa vida mas nao sabe muito bem o que fazer com tudo aquilo - aparentemente é o caso do caraq ue tem tudo na vida - é bonitao, é famoso, tem muita grana, tem a mulherada, é amigo do Party Boy (sério... Jackass...lembra?), tem uma filha fofa, mas leva uma vida vazia e sem rumo .

e, minha gente, náo tem coisa mais angustiante do que aquela cena em que ele vai fazer uma máscara pra um filme x de ficcçao cientifica.

A "love like a sunset"do Phoenix dá o tom do filme. A parte instrumental da musica aparece em diversos trechitos do filme mas fica só naquela parte angustiante (tou ruim de vocábulos hoje, hu?) de som de equipamento começando a funcionar. Ela só evolui pros vocais no final do filme quando aparentemente (oi?) ele resolve o rumo que vai tomar na vida.

É. Muito. Bonito.

várias estrelitas.

Em cartaz (acho que nao mais, mas enfim...) – O Turista (The Tourist - 2010)


Tem Johnny Depp.

Era tudo o que eu precisava saber pra decidir ver esse filme no cinema.

E tinha a Angelina.

Que só (né, nao só, nao, mas na maioria das vezes...) faz filme ruim, mas tem Johnny Depp. Entao a gente releva.

O filme nao é dos melhores.

E JD tá velho. E gordo.

(pessoas envelhecem... and I´m not getting any younger, mas JD nao pode envelhecer, minha gente. Alguém me diga que é mentira, que era maquiagem pra deixa-lo mais velho, e que ele teve que engordar 10 quilos pro filme.)

Mas o filme é divertido.

Tem aquela vibe “Intriga Internacional” (North by Northwest) de “sou o cara errado, vcs devem estar me confundindo com outra pessoa”, que né, é batido, mas o filme nao é tao ruim assim.

É ruim ,mas nao é.

É.


2 estrelitas.
(tou sendo legal)

olá. tudo bem?

dá-lhe post atrasado.

*passando o espanador*

...
<< >>