menos um!

Terminei de ler, então, o A Princesa Leal, sobre a Catarina de Aragão, primeira espuesa españuela del Henrico ochavo.
Achei, ó: bom.
assim, regular.
nada sensacional.
não mudou minha vida.
mas me acrescentou algumas coisas que por ver Tudors sem legenda, eu não sabia: par example, eu não sabia que ela tinha de fato "feito coisas" com o primeiro marido dela, o irmão Artur do Henrique VIII, e mentido ser ela virgem e ele impotente depois que o Artur morreu pra poder casar com o irmão mais novo.
fora isso, Catarina foi uma adolescente chata e convencida, comeu o pão que o diabo amassou quando o primeiro marido morreu, e virou uma rainha mais chata e convencida ainda.
chega a dar vontade de dizer "bem feito" por ter sido exilada depois do surgimento da Ana Bolena, hein.
O livro acaba depois que ela mesma, à frente do exército inglês, expulsa os escoceses da Inglaterra (e nesse ponto você finalmente fica achando que ela é de fato uma rainha fodona...), mas o último capítulo dá um pulo duns 20 anos e mostra uma carta dela contando como ela foi parar no exílio, depois de todas as tramóias de uma vida toda pra ser rainha e manter o trono - aí cê percebe que ela "si fú", que muito bem feito, e que mentira tem perna curta, e que what goes around comes around, e...
nota 2 e meio de 5.
ps: e minha saga em busca do término da pilha de livros por ler continua...

Um comentário:

  1. parece q vc lê a força....!!! é só para ter o q falar aqui no blog?? ou seria para poder dizer ªah esse livro eu já liª ªah e esse ai tbª ETC
    CREDO menina!!! tenha um pouquinho mais de respeito para com os livros peloamorr

    ResponderExcluir

<< >>