aaaaaaaaAAAAH, FREAK OUT!!!!

*em ritmo de disco music*

esqueci de contar que estou freaking out com essa história de férias hiper-mega-prolongadíssimas
(minha probably-next-boss-to-be que o diga... coitada...)

as vezes eu esqueço que eu tenho que fazer de conta que sou normal pras pessoas que não me conhecem direito, sã...

***

tá, essa coisa de "fazer-se de normal", é muito desgastante...

mesmo porque tá na cara que eu não sou normal, gente...

aquele encaminhamento pra psiquiatria que eu ganhei dum clínico geral tá aqui na gaveta da escrivaninha e não me deixa mentir - e o rapaz conviveu comigo por uns 15 minutos...
(e um dia, se deus quiser, eu vou acordar com coragem pra marcar aquela consulta, que a auto-sabotagem em modo "ON forever!!!" não permite)

meus aluninhos de 6-7 aninhos que conviveram comigo por 2 anos (coitadinhos...) já me chamavam de "nuts"... ("ai, essa teacher é nuts, viu..." e toda vez que entrava um aluninho novo na turma eu via um deles ir lá, cochinhar na orelha da pobre cirança "ela é nuts, mas é legal")

***

já contei que sempre entro no chuveiro de óculos?...
sempre não digo, mas uma vez por semana no mínimo.

eu posso ficar horas ouvindo a mesma música.

eu posso ficar horas olhando pro nose strip depois de removido achando fascinante a quantidade de cravos que a criatura ainda pode ter aos 27 anos de idade (me enganaram grandão quando me disseram que acne, só na adolescência...)

eu sou fã do Tim Burton.
e do Edgar Allan Poe (já li tu-do que essa pessoa escreveu... e sei de cor O Corvo traduzido pelo Fernando Pessoa... fala se eu sou normal...)

eu gosto de cemitérios.

quando eu trabalhava na Polimate, vira e mexe ia andar no cemitério da Vila Mariana depois do expediente... ( e a minha foto calibrando vidraria no laboratório de volume ainda tá lá no site, olha que coisa... a Chirle na frente, eu no meio e o nariz do Fabiano ali atrás... primeiro emprego da vida... 2 anos calibrando vidraria... "50 pipetas volumétricas, 50 pipetas volumétricas - pára um pouquinho, descansa um pouquinho, 50 pipetas volumétricas..." uma animação que dava gosto, viu... nem eu que sou a pessoa mais adaptável que eu conheço aguentei por muito tempo)

e acabei de assistir o "Encaixotando Helena" e gostei.

não tem como ser normal assim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

<< >>